Tantas vezes os lugares habitam no Homem
e os homens tantas vezes habitam
nos lugares que os habitam (…)


Fiama Hasse Pais Brandão, Obra Breve


Guimarães, cidade portuguesa situada no distrito de Braga (região Norte), é muitas vezes designada como "Cidade Berço", pela importância histórica que teve para a formação da nacionalidade. O seu centro histórico foi considerado Património Cultural da Humanidade em 2001 e a cidade está nomeada para Capital Europeia da Cultura em 2012. É de destacar o facto de ter sido eleita pelo New York Times como um dos 41 locais a visitar em 2011 e ter sido considerada um dos emergentes pontos culturais da Península Ibérica.

Guimarães tem uma importante tradição oleira, extensamente documentada desde o século XIII. A actividade da olaria localizava-se fora do perímetro amuralhado do burgo, tendo, essencialmente, uma função utilitária, já que as peças serviam para conservar, cozinhar e servir os alimentos e eram usadas pelas gentes com poucos recursos económicos. Distingue-se deste tipo de olaria a “cantarinha das prendas”, peça emblemática da olaria vimaranense que se carateriza pela sua profusa decoração, quer com motivos impressos, quer com a aplicação de partículas de mica e pela sua forma peculiar.

Guimarães deixou de ser um dos grandes centros produtores de cerâmica de outrora, mas conta, hoje, com um grupo de artesãos que exploram a tradição dos modos de fazer e, simultaneamente, inovam as formas, sendo Maria Fernanda Braga um dos nomes incontornáveis da olaria vimaranense.


Centro histórico de Guimarães