Nossa Senhora de Oliveira, de Maria Fernanda Braga (altura 14cm)

Guimarães nasceu sob o signo e a protecção de Santa Maria.

No século X, a condessa Mumadona Dias funda, na actual cidade de Guimarães, um mosteiro dúplice sob a invocação de O Salvador e Santa Maria.

Séculos adentro, o culto mariano vai-se enraizando cada vez mais na religiosidade dos vimaranenses e da Nação. É Santa Maria de Guimarães que D. João I invoca, em 1385, para lhe dar protecção e vitória sobre os castelhanos. Vencida a batalha, com a pátria livre dos invasores, o rei vem em peregrinação a Guimarães agradecer à Virgem a grandeza da vitória alcançada em Aljubarrota e brinda-A com oferendas dignas de um rei e de uma Santa de eleição.

Mas Santa Maria da Oliveira, de Guimarães, continua a fazer milagres e a ser alvo da devoção de todos. Algures, por volta da centúria de Seiscentos, a Santa vimaranense muda de nome, passando a ser conhecida por Nossa Senhora da Oliveira, e adorna-se com vestidos com que a piedade e a devoção dos crentes a presenteiam.

Os nossos reis, esses, continuam a eleger Nossa Senhora da Oliveira, de Guimarães, como sua interlocutora nos assuntos divinos. E é D. João V, cheio de ouro do Brasil, e doente de acidente vascular cerebral que lhe paralisa os membros esquerdos, quem lhe oferece, depois de sentidas melhoras e no final da 1ª metade de Setecentos, o mais belo vestido que a Santa possui. A partir daí e até aos dias de hoje, a Santa dispõe no seu vasto enxoval de um rico e vistoso vestido de lhama (tecido feito de seda e prata dourada) magnificamente bordado a ouro.

O povo continua também a ver a Santa como interlocutora privilegiada da sua fé e em muitas casas ponteiam as pequenas imagens de N.ª Sr.ª da Oliveira, que é sempre representada de pé, sobre a cabeça de um anjo solitário, de modo hierático e de mãos postas em oração.

A imagem de barro aqui presente é a reprodução fiel e contemporânea desta Santa milagreira, cujo culto continua arreigado na religiosidade dos vimaranenses e de muitos portugueses espalhados pelos quatro cantos do Mundo.